quarta-feira, 26 de maio de 2010

8 medidas out


Na net entrei no sapo.pt para saber noticias do rectangulo,
a noticia em destaque tem a manchete: "Governo acaba com 8 medidas anti-crise"
li na diagonal a introdução "Governo vai retirar oito das 20 medidas anti-crise criadas na sequência da recessão económica, mantendo 12.

A lógica da selecção feita pelo Executivo é conservar as medidas de apoio à contratação e deixar cair as de apoio aos desempregados, relacionadas com prestações como o subsídio de desemprego.

A decisão do Executivo, que se enquadra no âmbito do plano de austeridade aprovado no Conselho de Ministros de 13 de Maio para baixar o défice, foi apresentada hoje de manhã aos parceiros sociais. Veja algumas das medidas que ficam e as que desaparecem."


na horizontal "o que cai"


- O alargamento do subsídio social de desemprego por mais seis meses
- A redução do tempo de trabalho que dá acesso ao subsidio de desemprego
- A majoração do montante de subsídio de desemprego para casais desempregados com filhos a cargo
- O reforço da linha de crédito para apoiar a criação de empresas por parte de desempregados
- A redução em três pontos percentuais das contribuições das empresas que têm trabalhadores com mais de 45 anos
- Os apoios aos trabalhadores em lay-off
- A requalificação de 5.000 jovens licenciados em áreas de baixa empregabilidade
- Eliminação do pagamento adicional do abono de família dos 2º,3º,4º e 5º escalões."

... e na vertical "as principais medias que se mantêm"


- A redução em um ponto percentual dos descontos das empresas que no ano passado tinham salários mínimos ou que ganhavam até 475 euros e que este ano fizeram aumentos de pelo menos 25 euros
- Os apoios à contratação que equivalem à redução e isenção de descontos para as empresas que contratem jovens, desempregados de longa duração e desempregados com mais de 40 anos de idade
- Os estágios para desempregados não subsidiados
- Os apoios para as empresas que contratem os estagiários no final do estágio
- A moratória para desempregados no pagamento da casa
- O programa INOV"

Confesso,

não me surpreende o que sai e o que fica, vindo deste governo,

o que me surpreendeu foram os comentários on-line algo do genero

"... vamos pegar em armas e fazer outro 25 de abril..."


Bom, não sei se outro 25 de Abril seria benéfico para o país -

seria uma repetição conotada com os mesmos efeitos e mais tarde ou mais cedo, estariamos novamente no ponto da origem! ou seja: na mesma!


o que precisamos é de um crescimento e de uma evolução das mentalidades do povo e de uma nova e verdadeira classe politica coerente e responsável, quiça um 30 de Junho ou um 17 de Julho (para que seja quente, muito quente) ou frio num 26 Outubro ou 15 de Dezembro...


Chegaremos lá, quiçá em 2012 isto é não chover primeiro...

terça-feira, 25 de maio de 2010

I'm a Temple

St. Nicholas Church, Tooting, London

Num dia
foram três as pessoas a seduzirem
para ir à igreja

uns vão
outros convidam-me
para ir

quando lhes digo:
- I'm a temple

olham para mim
como se o louco
fosse eu...

um dia
verão
a verdade

em minhas palavras...

um diamante

" eres un diamante en bruto..."
Juan Silas
















The Elephant Parade and the 'Pearly Prince'
Coutts, London, England

sexta-feira, 21 de maio de 2010

encontro provocado

encontro casual provocado
uma conversa que se mostrou vir a ser
muito interessante...
vamos ver
como será dança
se será conforme a música.

como cheguei mesmo a pensar
fui para um encontro onde,
confesso
as expectativas já foram grandes
agora simplesmente não existem!

domingo, 16 de maio de 2010

de regresso

para casa
depois de longa viagem.

uns
ficam-se
na viagem

outros morrem
durante a viagem

eu regresso
depois da viagem
a casa...

mesmo que sinal esteja vermelho
mesmo com sinal vermelho
regresso a casa

mesmo contra as forças que me esperam
estou disposto a tudo
viver, amar
morrer, matar
mas vou regressar!

sábado, 15 de maio de 2010

uma expereiência... a não repetir



Sábado,
um dia de trabalho
normal,
sem stress
além do stress emocional.



perto da hora da liberdade
um telefonema
uma voz de amigo


um convite para um barbecue
fracção de segundo para decidir
decidi
ok - quando sair vou para a vossa casa!



bom assim foi,
aliás fui


a casa dos amigos
com mais amigos


uma caipiria
que estive que esperar que o limoeiro cresça...


converas
confissões
de amigos



algum alcool para os amigos
alcool demais



os amigos discutem
como dizem os brasileiros "uma briga feia"


alguns momento
para mim
intervenho


não intervenho
olho para o sol
e algém se aproxima de mim e diz


- "... não será melhor voçê intervir..."


- sim, acho melhor


Intervi
agarei
afastei
ouvi


dei razão à razão
pediram-me perdão


disse-lhe: não é a mim que tens que pedir perdão
- tens que perdoar-te a ti mesmo em primeiro lugar
aquele abraço



perdoei



pedi para se perodarem
tentei evitar uma tentativa de suicídio
por comprimidos



Isto, as coisas já estavam mais calmas
olhei para o relógio que davam cerca das 20h


contei o tempo
uma hora depois


as palpitações
o mal estar de um amigo


pensei: o que é que eu posso fazer?
Com uma calma que me surpreendeu


liguei para o 999
falei com um interprete em castelhano
tantas perguntas
o meu nome


o nome da outra pessoa
qual o motivo? - Discussão com o namorado...


tentativa de suicído? - acho que sim
Qual a morada? - Não sei... lá encontrei um envelope com a morada...


Tantas e tantar perguntas...
pediram para aguarda
que a policia e a ambulância iria chegar
ok


aguardei
chegada da policia
uma carrinha cheia
muito gentis



Chega a ambulâmcia perdida
pela morada
mas chega


os primeiros socorros foram efectuados


a ambulância amarela
os paramédicos vestidos de verde
serão do sporting... pensei.



Um profissionalismo de louvar



pedi para perguntar que podia acompanhar
a pessoa que se tinha intoxicado com tripla dose


de um medicamento que deveria
ser tomado 1 de 12 em 12 horas...



A resposta foi afirmativa



Uma experiência inimaginável
eu dentro de uma ambulância em Londres... ui
senti medo
confesso
vi sangue
pior ainda
mas controlo
controlo a mim mesmo


fui forte
acompanhei
vi
assisti
ouvi
falei
aconcelhei
também desabafei



e compreedi
o que a outra pessoa sentia



uma pessoa com genes de autista
as coisas


as converas
as confissões
tudo fica tão clarividente
tudo tão obvio
os meus alertas
e os mesmo erros...



fui ao King College Hospital a acompanhar
quem se tenta suicidar


um grito
um alerta
uma companhia
a minha



só sai quando vi o perigo e o risco longe



foi até às 3h da manhã - hora que sai do hospital



uma experiêcia para não repetir


antes tivesse ido ao teatro ver The Habit of Art de Allan Bennet que foram os meus planos iniciais... mas eu tinha que viver esta esperiência ou terá sido uma aventura?



acredito que é um grande amor
destruido
pelo desespero
de não ser amado...

há quem acredite no power of maney, mas eu continuo a acrediar no power of love!


bom, fica para história o 15 de Maio 2010 em Londres.

domingo, 2 de maio de 2010

Beja - Cidade Perfeita

ir a Beja, em semana de OVIBEJA para ir ao Teatro é um acontecimento inédito, ir, estar com casa cheia, entrar quase quase por favor, mas entrei! sala casa cheia.

Beber uma cerveja, e outra, e mais uma na companhia de mim mesmo e de outros como tal...

A tarde já ia longa, tempo para ir a casa, regressar a casa, cheirar a casa, sentir-me na casa da solidão... a Verdadeira!

Bom, um pouco de ação, ir ao cinema que é onde estão muitas pessoas, muita fição, muitos sonhos, muitas e muitos fantasias e desejos para tornarem-se realidade...

Comprar bilhete 4,50 euros, beber um café, ver que não se via há muito e... olha tenho que ir, o fime vai começar... bom devia comerçar, que dizer, ia entrar para a sala e o dono da Sala disse que não havia público, que apenas tinham vendido um bilhete - o meu! Extraordinário, fui o unico a comprar bilhete para ir ao cinema em Beja!

Na luta das audiências, em Beja, será que o Cinema está a perder terreno para o Teatro? - Claro que não... foi "à la cause de l' Ovibeja 2010".

Em Beja, o Teatro Fisico ainda é um danceiro, cinameiro ou então um alquileiro - rendido à lógica do lucro vendendo o seu corpo em troco de alguns tostoes para mandar cantar o cego com a musica do costume...

Em Beja, teima-se em manter prof na artes, artes na gaveta, livros não comprados, exemplos que teimam em não ser reconhecidos pela edilidade, enfim, esta Beja, Esta Cidade que tem tudo para ser BEJA CIDADE PERFEITA continua a ser uma madrasta de costas voltadas para os seu defensores...

até quando, até quando o despertar deste estado de morte lenta...